Eu tenho procurado por palavras para poder escrever, porém, uma vez ausentes, elas teimam e demoram a voltar…
   Não tenho muitas ambições, sou demasiadamente acomodada, apesar de saber que ser assim não é realmente bom. A cada vez que o sol se põe, sinto minhas aspirações afastarem-se mais e mais de mim; meus sonhos desestimulam-me: neles vejo meus anseios não realizados, e sim frustrados.
   Ainda que não sejam muitas e mais desvalorizadas do que, talvez, devessem ser, eu me desfaria de todas as minhas vontades e meus almejos, em prol de um, apenas um desejo, dos únicos que são, de fato, inatingíveis: não é te ter especificamente ao meu lado, e sim te ver bem.
   Se eu pudesse, Querido, te faria ver a verdadeira pessoa que habita seu corpo.
   Se eu pudesse, eu te proibiria de sentir-se mal.

Comentários

  1. Nossa é como ser totalmente altruista,quando vc nem ao menos deseja algo pra si mesmo ou em prol de si e sim apenas para que aquele, mesmo q não ao seu lado, esteja bem.

    ResponderExcluir
  2. Gracias por la buena onda!
    Por suerte el show salió bien!
    Saludos...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três