É que, às vezes, os abraços dessas “amizades por conveniência” me irritam; os olhares hipócritas e cruéis que me fitam, me enlouquecem; o tom de voz - cuja doçura é proporcional à falsidade - com que se dirigem a mim, me enoja. É que, às vezes, eu só desejo poder ir pra qualquer lugar que seja longe de tudo isso. Quero me afastar, antes que eu realmente me torne parte disto, ou antes que isto se torne parte de mim, antes que eu passe a ser como eles, sem ao menos, perceber.

"Odeio quem me rouba a solidão sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia"    Nietzsche

Comentários

  1. Realmente depressivo, essas amizades por conveniência!
    Hey, to sentindo a sua falta e falta da sua inconveniência!! xD
    Te amo!

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo discordando desses seus pensamentos cheios de afirmações negadas, criados por uma realidade irreal e inconstante que está intrínseca apenas em sua mente.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três