Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016
Deitada como num sono de paz
A morte fria lhe soprou
Cortando-lhe os roncos sem lhe fechar os olhos
Pergunto-me onde estavam os meus pensamentos
Ela estava ao meu lado
Talvez, se eu tivesse acordado
Ela ainda estaria aqui