Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015
Como todo o resto, como tudo que veio para esvair-se, posso sentir a calmaria chegando. Posso deparar-me com uma lembrança e concentrar-me, mantendo-me em paz.
Ainda é incômodo, por noites não me deixa dormir a angústia e as palavras não ditas ainda sufocam-me o peito com a triste certeza de não serem merecidas... Mas esta é apenas a desopressão de toda a mágoa que abafei e cada 'sim' que cuspi.
Vim falar deste começo de paz que sinto em mim e vejo que é preciso a tempestade para fazê-la crescer. Ainda é difícil - e a decisão de assumir-me assim debilitada veio não por você, mas por mim.
Todas as palavras não ditas, todos os arrependimentos, todas as suposições e planos, farão a menor diferença para nós. É como se eu pudesse ignorar tudo isso? Você pode? Não, eu não quero saber. Percebe a verdade? Eu gostaria, mas, eu realmente não espero que você veja.
E eu sempre digo que vou aprender com meus erros, mas você está aí pra me desmentir...