Sinto sua falta… Muito.  Tão pouco tempo – sinto muito a sua falta.
   Sinto muito.
   Escrevo por não saber falar. Não sei. Até tentei… Peguei-me treinando o que dizer, ensaiando as palavras… Mas você não veio para ouví-las.

Neste zunido de vozes
Ponho-me a buscar a tua…
Ponho-me a buscar-te aqui.
Nestas figuras atrozes
Somente o vazio atua;
Ponho-me a sentir-te em mim…

Comentários

  1. Adorei o seu blog....é uma magia só!!!
    Os poemas falam muito mais...eles mostram a nossa alma!!!
    Estou te seguindo!!!
    Beijão flor

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três