Correnteza

Tem uma menina lá do outro lado;
Tem uma mulher, do outro lado do rio.
Eu não tenho fundos pra comprar um barco;
E não vou nadando, pois eu sinto frio.

Mas o que é que faço para sustentar,
Esse sentimento que me vai matando?
Vai me consumindo, vai me corroendo,
Será que a vontade vou realizar?

Mando-a um sinal só pra me consolar;
Mostro que me importo, que lá quero estar.
Mas não sei se resposta virei a receber;
Tudo depende da forma como ela o interpretar.

Minha esperança é de que um dia ela virá;
Comprará um barco, vai atravessar.
E perto aqui da beira vamo-nos encontrar;
Assim confirmarei se era só pensar.

Caso o pensamento fosse bem concreto,
Caso a vontade seja, sim, verdade.
Mudarei a vida pra muito melhor;
Nela encontrarei real felicidade.

Leonardo A. Margini – 14 de abril de 2010

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três