Somente um fio, um resquício, uma pequenina faixa branca, reluzindo quente, brilhante, tremendo solitária, em meio ao nada, em meio à escuridão. Seu olhar.
   Cheiro de dúvidas… Não ! Cheiro doce, cheiro de erva e dia de chuva. E a luz, mais enérgica, espectável, fazia-se mais intensamente bela e convidativa.
   Toquei-a. Queimou-me.
   Entorpeceu-me em ardor e saudade e amor e querer. Em seu sorriso.
   Monopolizou meus sentidos.
   Afogou-me numa densa substância. Afogou-me irreversivelmente em sua ausência. Deixou minha vista turva.

   Te amo…

Comentários

  1. Como simplesmente um olhar apenas um olhar pode nos afetar tanto, como um sorriso apenas pode fazer tudo desabar sobre nós mais uma vez... e assim fecha-se o ciclo que de qualquer forma semre nos afogará de novo, sempre nos queimará de novo... e permanecemos...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três