Silêncio

É faísca doce ao meu paladar:
Arde, queima, não me deixa falar.
De sentinela, ao seu lado, Solidão.
Olhar de súplica, de imensidão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três