Coita.
   Monotonia.
   Ânsia.
   Esta semana foi deveras extenuativa. Já em seu segundo dia, não tinha ânimo para olhar-me no espelho. Não tinha paciência para dizer bom dia. Não tinha forças para dizer boa noite.
   Algumas noites, não dormi. Alguns dias, nem vi passar.
   Ausência. Devaneios que não consigo impedir. Impotência.
   Lágrimas inopinadas, não consigo mais prevê-las.
   Raiva. Sim, raiva. Ah, como foi difícil suportar certos rostos durante esta semana. Ignorantes, hipócritas !  O pior é ter que me reprimir, me repreender. Emudeço para não gritar, pra não brigar. Me afasto. Me perco na música, pra não deixar o rancor me matar. Obedeço, ignoro, torno-me invisível, pois é preciso... É preciso continuar vivendo.

Foto-0488purple

Comentários

  1. Excelente texto, objetivo, bem escrito...AMEI

    Beijos

    Tio Melécio, a Pteridófita Chefe

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três