Versejar

Se saudade nasce na ruptura de um abraço;
Se deleitas sua alma no vício de um amor relapso;
Se confias, sem recuar, tua vida a um par de olhos negros;
Se entregas teu coração, sem medo, ao mais adornado cortejo…
És como eu e deves saber bem porquê versejo.

Se nuvens túrbidas toldam o céu, o Sol, o dia;
Se uma dolência caleja e faz uma úlcera em antiga ferida;
Se brota e desbota uma rosa saudosa em teu peito;
Se teu mais casto afeto é obliterado pelo tempo;

Versejemos,
E esperemos que, à noite, o Sol brilha…
E esperemos, que nos tome e conceda, o vento.
Versejemos, que não há mais o que se possa fazer da vida.
Versejemos e calemos os lábios na ternura de um beijo.

Comentários

  1. Nossa li no momento perfeito.Amei seus versos.Então versejemos...

    ResponderExcluir
  2. Todo dia é dia de lembrar o nosso amor
    Reviver um pouco aquilo que ficou
    Você chama e eu te chamo
    Pensamento vai buscar

    Por-que sei que ainda te amo
    E vou te amar

    Quero um tempo só pra nós dois
    Ficar te olhando só pra depois
    Beijar teu corpo e deixar rolar

    Se um dia eu fui feliz
    Foi por que você me quis
    Me deu amor e eu quero mais



    Sei que ainda te amo
    Por isso é que eu te chamo
    Não desliga agora
    Pra voltar já tá na hora

    Eu sei sei que ainda te amo
    Que te quero demais
    Traz de volta o meu amor
    De volta a minha paz


    Passa o tempo passa e eu
    Não consigo te esquecer
    Tenho tudo e não sou nada
    Sem você aqui
    Vou ouvindo o rádio
    Nossa canção de amor
    E vou chorar
    Por que sei que ainda te amo
    E vou te amar

    Sem você por perto
    Fico tão perdido
    Sinto tanta falta
    Desse seu sorriso
    Pois cada minuto
    Sem sua presénça
    É um desperdício
    E nada convença

    Se um dia eu fui feliz
    [(Foi por que você me quiz]
    Me deu amor e eu quero mais

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três