Buscando palavras… Sem nada encontrar.

   Tua lembrança não me abandona, é fechar os olhos para deixá-la dominar-me, cativar-me, fazer-me ouvir-te, sentir-te… Perdoe-me, te amo tanto…
   Quero teu bem – uma vez mais, apenas ponho-me a querer, pois, em minhas mãos, não carrego tua ventura.
   Ah, meu amor… Sinto tanto a tua falta..

Comentários

  1. Olá Nicole,
    Obrigada pelas visitas e parabéns pelos suspiros registrados com palavras.
    Carinhosamente,
    Dalinha

    ResponderExcluir
  2. Poderia dizer que sinto sua falta desde que você se foi, mas sei muito bem, que sinto sua falta desde que te conheci... porque nunca o tive, mesmo quando tinha certeza que sim, mesmo quando você dizia que sim.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três