A Teoria

   Acordei de bom humor hoje. Primeira vez desde… Março, se não me engano. Aliás, acordei com um ótimo humor ! E, quer saber ? Pensando bem, o príncipe encantado existe sim. Tenta me acompanhar: nós temos diferentes gostos, você gosta de amarelo enquanto eu acho amarelo uma cor ácida, sem graça e feiosa; você é uma anta que não gosta de azul, enquanto pra mim, essa é simplesmente a cor mais bonita do universo; você acha o menino de boné bonito, enquanto eu prefiro aquele usando sandálias; ou então você gosta de garotas, eu gosto de garotos, aquele ali gosta de garotas e garotos… As pessoas podem ter gostos parecidos, mas não idênticos. Uma hora ou outra, as diferenças se fazem visíveis.
   Sendo assim, será que não existe nenhum louco neste mundo, que sonhe com uma princesa cujas qualidades sejam exatamente as minhas ? Uma menina assim, como eu, sem tirar nem por ? Não existe ninguém que aspire encontrar uma pessoa com o seu jeitinho ? Ou com o jeitinho da minha vizinha ? Ou com toda a esquisitice da minha amiga ?
   Claro que sim ! Pelo menos, eu espero que sim, veja, eu não sei em quantos milhões está a população mundial, mas sei que é muita gente. Tem que haver apenas uma alma com mal gosto o suficiente pra gostar de mim, ou de você.
   Dificilmente você vai encontrar esse ser desavisado. Isso é contra aquele lance do “ninguém é perfeito”, que é uma das maiores verdades que eu conheço, mas… Pode até acontecer. Nenhuma verdade é tão verdadeira assim.
   Sim, você pode encontrar o amor da sua vida. Não é impossível. Aliás, a única coisa impossível é que você também seja o amor da vida desse alguém. Ou então, você pode ser o amor da vida da vida dele, mas… Que pena, ele não faz o seu tipo, nem que você se esforce bastante.
   O amor da sua vida, a pessoa que é simplesmente perfeita pra você, não é perfeita pra mais ninguém. No entanto, ela não pode ser sua. Os motivos variam, mas o final não: conhecendo ou não seu príncipe/princesa encantado, vocês nunca serão felizes e entediados para sempre ! (n/a: nessas horas eu costumo dar a minha “risada maléfica”) Quer dizer… Seu verdadeiro amor levará uma vida normal, como você. Ele escolherá uma pessoa que o veja como ser humano: cheio de boas qualidades, transbordando defeitos. Justamente por essa pessoa escolhida pelo seu grande amor não ter o seu gosto, ela não percebe a criatura magnífica que tem nas mãos. Acho que as coisas são assim justamente por nenhum ser humano merecer tratamento divino, o que aconteceria se você pudesse ficar com o seu sonho encarnado.
   Embora eu tenha dito isso (não tão explicitamente), eu não quis dizer que a pessoa com quem você tem um relacionamento não te fará feliz, não merece seu amor, seja lá o que você tenha entendido. Também não quero dizer que, mesmo que você encontre a pessoa aparentemente certa (caso você ainda não tenha encontrado), você nunca será satisfeito, já que se ela fosse a realização de todos os seus sonhos, vocês não estariam juntos. Quero dizer que a pessoa perfeita existe, mesmo que ela não devesse existir, mesmo que você não acredite que ela exista. Ela existe, mas ela não foi feita pra você, e, apesar disto, você continuará vivendo, você encontrará alguém que goste de você da mesma forma que você gosta desse alguém, e esse sentimento pode até ser intenso, mas nunca perfeito. Não é permitida a concretização da perfeição na Terra. Simplesmente não é.
   Por que ??
   Por que… Por que a vida é cruel, o mundo é podre e a maioria das pessoas não prestam. (Hã ?)
   Por que o ser humano não é uma criatura digna da felicidade plena. E talvez seja por isso que os casos de amor todos se resumam em penar.
   Nós nunca seremos capazes de amar quem nos tem como exemplar único de perfeição, e, mais uma vez, o amor de nossas vidas não será capaz de nos amar dessa forma também… Ainda bem que quase todo mundo segue apenas vivendo a vida mediocremente, sem nem imaginar que a perfeição existe, sem conhecê-la. É muito mais fácil ter que viver sem seu príncipe encantado se ele nunca aparecer.
   Caso ele apareça, você saberá: perfeito e inalcançável. Sim, inalcançável e, acredite em mim, é melhor nem forçar, você nunca será bom o suficiente para um “membro da realeza”. Comporte-se. Coloque-se no seu lugar de humano e procure alguém do seu nível que você possa fazer feliz e que consiga te retribuir.

Comentários

  1. Ainda bem que eu não sou uma criatura humanda ;)
    Aliás, parabéns pelo texto, está ótimo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três