Fugia de si, do que o levava,
em seus devaneios, a paz encontrava.
Rezava então para nunca voltar,
mas, contrariado, voltava, ao mesmo lugar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três