Cansei de tanto rezar, pedindo pra você voltar,
Agora que estás aqui, por favor, estou a implorar,
Por favor, por favor, não vá,
Estou morrendo para você ficar,
Pois assim como sem o sal, fica vazio o mar,
E a noite fica negra sem o luar,
E uma rosa nunca será rosa se não desabrochar,
Eu nunca estarei viva se não puder te amar.

Ah, mas você tem que ir,
Eu sempre soube, sempre entendi,
Que ao lado dos eucaliptos nenhuma outra planta pode crescer,
Que enquanto a noite reina, não se pode amanhecer,
E enquanto estivesses do meu lado, estarias sempre a sofrer.

Comentários

  1. adorei o o jogo de palavras... e de como consegue se expressar (jH)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três