Ávio

A audácia desses dias, leva-me, vai levando-me... Entrementes ele troca de ideias, impaciente, inconsequente, pueril.. Eu diria, como lanças cruciantes, todavia, já não chega a tanto: encontro-me habituada aos risos, aos plangores, às mudanças, às permutas... Sem conformar-me, porém, como é que demonstra tão bem ser alguém, sem o ser e, dominando tão bem as virtudes e os interesses... De ser outro ? Imprudência, hoje sei, é supor e confiar.
Necessito entendê-lo, quase não podendo, entretanto, tão somente interpretá-lo..
Longe de mim, da parte dele que em mim há, maquinalmente consciente, arrasto-me de volta para perto, quando a irmã indesejada remete-me àquela frieza justa e à saudade, companhia dos solitários, que, impiedosa, satura-me de si e da fome de saber se.. Se houve troca de ideias, ou ideias nenhumas.

Comentários

  1. Ser outro ou usar uma máscara que pode cair muito bem...Palavras próximas e calorosas. Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três