Eu não... Eu creio que não poderia te ajudar da maneira que desejo. E também não sei, de verdade, por que essa sombra que vem usurpando seu rosto me incomoda tanto, tanto.. Inquieta e inválida, seu vulto soturno ao meu lado esquerdo deixa-me. Essa minha impotência tão ampla e tão injusta diante do meu querer-te bem.. Dói.
(Deixa-me abraçar-te ?)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três