Dorme, anjo… Repousa longe de meus braços. Se estás melhor aí do que estaria junto a mim, fico também como estás: bem, de alguma maneira.
   Estou sendo redundante: já conheces minhas palavras.
   Estou cansada, podes ver ? Estou cansada. Parece tudo tão distante de minhas mãos… E desejo tanto, tanto, esse tudo…
   Te espero, paciente. Dói ver-te partir, mesmo sabendo que voltas…

Comentários

  1. Por mais que você saiba que irá voltar,não deseja ver partir.
    Demonstras um querer enorme,mas de algum modo,racional demais.
    Talvez por saber que haverá retorno,não se preocupa quando chega a hora de partir.
    Talvez.
    Vou pensar.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três