Só e nos braços do silêncio, largo-me…
Como se o asseio lhe incomodasse,
Largou-me.. Estejas feliz neste estado,
Meu bem. Feliz, como se a desejasse…

Aquieta-se e não faz sofrer os meus
Ouvidos. Não diga que ainda sentes
Meus olhos, meus lábios, nos rastros teus.
Esqueça-se. Aquieta-se então, não mente.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três