Queria teus braços,  teus olhos saciaram-me.  Queria teus lábios,  teu riso contentou-me.  Queria teu amor,  tuas palavras bastaram.
    Queria não, quero ! Quero, mas… Não desdenho o que posso ter e tenho. Tinha. Tenho ? Sinto falta de tudo, tudo ! Quero de volta tua voz e a trança de nossas mãos. Sinto falta de tudo…
    Te quero do fundo d’alma e do peito. Quero teu bem, e tua presença. Quero teu bem, e como quero…

Comentários

  1. Aiai, eu quero você como eu quero!
    Te entendo neném! Queremos tanto e não podemos, temos que ficar reprimindo esse sentimento e esmagando as coisas contra nosso peito!
    Uma merda, realmente. Amei o texto, super concordo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três