Saudade…
Praxe.
Perpetua teu nome em meu peito,
Tão cedo.
Tarde…
Talvez por me sentir bem,
Talvez por não me sentir bem assim
Quando tua companhia encontra-se longe de mim,
Calo-me por dentro
E fora.
Deixo tua pessoa, meu alento,
Ir embora.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três