Que sou eu ?  - Árido chão.
Sou terra seca, vazia,
estéril, improdutiva.
Eu sou meu ulo de aflição,
tão fácil e tão vão…

Ah, quanta falta me faz,
o brilho que a água me traz…
Senti-la correndo em mim,
fazendo em mim seu jardim,
Como parte do que sou,
como um pássaro em seu vôo.

Ah, chuva, pode entender
nesta simplória metáfora,
o que faz quem é você ?
Minhas mal feitas palavras
só fazem querer dizer
Te necesito, oh, mi gran querer…
Besoin de votre mer !

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três