Bem ou mal, quis entender
como o sol brilha ao nascer,
quis saber como é, viver,
quis parar de se esconder.

Bem ou mal, sentiu, amou,
todos espinhos e rosas.
Bem ou mal, partiu, chorou,
entendeu por que era tocha.

Quis brincar, mas fez arder,
quis gostar de ser de alguém.
Não se brinca de querer…
Ah, que mal querer tão bem !

(Mal há em não ter ninguém,
mal há em meu querer bem,
mal há em meu viver sem,
mal há em ser eu também…)

Queria, tanto queria,
queria, porém, não tinha.
Se tinha, custava ver,
tinha e queria não ter.

Comentários

  1. perfeito , "nao se brinca de querer.." sem pralavras

    ResponderExcluir
  2. Oii muito bonito esse poema vc quem fez?
    se foi parabens vc e a Lika sabem escrever muitoo bem !!!! e valeu pelo elogio no meu blog humilde rsrs seu blog é lindo tbm

    ResponderExcluir
  3. Nossa esse é uma dos mais lindos... Olha que todos são. Perfeito flor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três