Esperando, estafada, fecho os olhos e deixo meus músculos relaxarem.
   Vem inquietar-me certa angústia, querendo que eu me levante, querendo que eu abra meus olhos... Afinal, você pode chegar enquanto estiverem fechados (e eu não quero desperdiçar um segundo de você aqui).
   Levanto-me já pronta para tornar a esperar, apenas por conhecer-me e saber que são vãs as tentativas de conter os impulsos de tal angústia... Pois eu sei que você não chegará enquanto eu mantiver fechados os meus olhos.
   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três