Apesar dos dias frios eu sei... Que você sempre vai voltar pra mim.
Eu quero que você venha me abraçar.
Não posso não pensar demais em você, não consigo. Pensando demais em você, não posso evitar a felicidade dos momentos. Que vivi, vivemos; que viveremos.
Eu quero que você me abrace. Eu sempre te quis tanto, tanto... Você sabe.
Minha maior constância é confiar. E querer seu abraço, sim. E nunca mais me afastar de você... Pra nada, por nada.
... E veja bem, você nem fez nada. Você nem me disse nada desusado...
E, de qualquer maneira, não creio na necessidade de separar palavras para entregar-lhe - o momento fala por si.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três