Alegria, ou coisa do gênero, astenia...
Atulhado de rascunhos, e nenhum ultimado, jaz despido este amuado de miragens retardadas pelo emudecer dos dedos, talvez pela percepção, incerta, dos olhares irrompedores que as encaram, as miragens, percucientes.
Saciados da lassidez ingrata, os ditos saem defeituosos, os textos ficam inacabados e escusos.
Repulsão, solver as lamúrias, basta... (faltam-me os pontos corretos) Entretanto, o contentamento cresce pacato, com desajeitada graça ditosa, e é em si, taciturno, pelo silêncio, tão penoso, que impõe à minha escassa escrita. As palavras que agora procuro, não existem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três