Eu não quero acostumar-me
a lamentar o silêncio,
a relevar tua ausência,
saciando-me das memórias,

Ou começar a calar-me
e ter assuntos apensos,
namorar minha descrença,
e desejar ir embora...

Então, se eu emudecer,
(vulgo: se eu enrubescer),
se eu fizer perguntas bobas,
se as rimas soarem tolas

É por querer, todo dia,
fazer crepitar um beijo,
adornar um verso leigo
numa exclamação festiva

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Ano Três